Entenda a diferença entre: psicologia clínica e psicoterapia infantil

Entenda a diferença entre: psicologia clínica e psicoterapia infantil
Paulinha Psico Infantil

Paulinha Psico Infantil

Olá, sou a Paulinha, psicóloga infantil com foco em transtornos do neurodesenvolvimento. Crio conteúdos na internet desde 2015 e ajudo milhares de mães e outras profissionais da área. Quer conversar comigo? Só deixar um comentário no final do conteúdo.

Para quem quer trabalhar com a área de psicologia, e está estudando para isso, é fundamental entender sobre os campos de estudo e de atuação, como por exemplo a diferença entre a psicologia clínica e psicoterapia infantil e como funciona cada uma dessas áreas da psicologia. Além disso, é importante entender mais sobre as abordagens dos profissionais durante esses atendimentos.

Quando falamos em psicologia clínica, por exemplo, estamos discutindo um campo mais amplo, que envolve uma série de tipos de atendimentos, com o foco principal em pacientes que apresentam algum desafio em sua vida e precisam da ajuda de um profissional psicólogo nesse processo.

Nesse sentido, a psicologia clinica é uma área que não restringe os pacientes, ela é ampla, e cada profissional terá a sua abordagem e forma de atender seus pacientes, sejam crianças, adolescentes, adultos, idosos, casais, etc.

O que é psicologia clínica?

O que é psicologia clínica?

Para aprofundar ainda mais na diferença entre psicologia clínica e psicoterapia infantil, é preciso entender o que são essas duas áreas da psicologia e como elas funcionam.

Como dissemos, quando falamos em psicologia clinica estamos discutindo um campo mais amplo, sem restrições de idade, sexo e outras categorias que costumam separar os pacientes durante atendimentos.

A psicologia clínica é, de modo geral, a mais conhecida. É justamente a área em que o psicólogo fica responsável por atender seus pacientes em um consultório, aplicando todos os conhecimentos que adquiriu durante a universidade, visando um tratamento psicológico clínico do paciente dentro da abordagem escolhida para sua atuação profissional.

As abordagens para o tratamento, o tempo de duração do tratamento e a forma como os pacientes evoluíram ou não depende de como será conduzido o atendimento e das capacidades de cada profissional.

Dessa maneira, o psicólogo clínico pode lidar com pacientes de diferentes idades, como um adolescente ou um adulto. Essa é uma diferença importante entre a psicologia clínica e psicoterapia infantil, visto que, nessa última área o foco é totalmente nas crianças, como veremos na sequência.

O que é psicoterapia infantil?

O que é psicologia clínica?

Para seguir entendendo a diferença entre psicologia clínica e psicoterapia infantil, é preciso compreender sobre o que se trata esse segundo campo de atuação dos psicólogos.

Durante o curso de psicologia, o psicólogo pode se especializar em diferentes áreas e uma delas é a psicoterapia infantil. 

Como o próprio nome já indica, essa área da psicologia é voltada para o atendimento de crianças, com estratégias e métodos que foram desenvolvidos ao longo dos anos para que a criança atendida pelos psicólogos possam ter um tratamento mais adequado de acordo com as suas necessidades.

É durante a infância que os pais começam a identificar as primeiras necessidades de seus filhos terem de ser atendidos por terapeutas, por diferentes motivos. 

O atraso no desenvolvimento infantil, por exemplo, é um dos motivos mais comuns que fazem com que os pais busquem atendimento de profissionais dessa área. Esses atrasos fazem com que a criança tenha dificuldades em desenvolver certas habilidades, além de poder significar um transtorno do neurodesenvolvimento, como o autismo, por exemplo.

Nesse sentido, o terapeuta terá que auxiliar a criança e a família, de acordo com os seus conhecimentos e métodos escolhidos, para que a criança possa ter o melhor tratamento possível, permitindo que esse paciente tenha um ótimo desenvolvimento e convivência em sociedade.

A abordagem do psicoterapeuta infantil também depende das necessidades e do conhecimento de cada profissional. Entretanto, por se tratar de um nicho específico, ou seja, atendimento às crianças, as consultas costumam ter um lado mais lúdico, voltado para brincadeiras e jogos.

Esse lado lúdico faz com que o psicólogo se aproxime da criança, aumentando suas chances de conseguir um atendimento especializado e de qualidade.

Abordagens dentro da psicologia clínica

Abordagens dentro da psicologia clínica

Como dissemos, a psicologia clínica e psicoterapia infantil se diferem no campo de atuação. A psicoterapia infantil, por exemplo, é um nicho presente dentro da psicologia clínica, voltado para o público infantil, ou seja, as crianças.

Porém, é interessante entender que, dentro da psicologia clínica, existem diferentes abordagens que podem ser desenvolvidas pelos psicólogos envolvidos nos tratamentos de seus pacientes.

Cada tipo de abordagem possui uma linha de pensamento específico, com técnicas e estratégias particulares para lidar com as necessidades de cada paciente.

A psicanálise, por exemplo, é uma das abordagens mais conhecidas. Fundada por Sigmund Freud, um dos psicanalistas mais conhecidos de toda a história, a psicanálise tem como o foco no inconsciente, ou seja, muitos dos comportamentos inconscientes são influenciados por forças que fogem da consciência de cada pessoa.

Além dessa abordagem, que é muito comum com o público adulto, existem outras abordagens que podem ser aplicadas pelos terapeutas durante seu atendimento. Alguns dos exemplos mais comuns são: gestalt, terapia comportamental, cognitivo comportamental, analítico-comportamental, lacaniana, entre outros.

Naturalmente, por serem tão conhecidas e importantes para a psicologia clínica e psicoterapia infantil, essas abordagens são amplamente discutidas durante o curso de psicologia, mas nem sempre com o foco necessário para que o psicólogo se torne um especialista em uma delas.

É importante que o psicólogo busque formas de se aprimorar em uma das abordagens, visando se identificar com alguma que faça mais sentido para eles. 

Conclusão

Como vimos durante o artigo, existem certas diferenças entre a psicologia clínica e psicoterapia infantil, mas elas possuem laços entre si. Enquanto a psicologia clínica é um campo mais amplo, sem restrições específicas para o atendimento dos profissionais.

Por outro lado, a psicoterapia infantil é um nicho específico dentro da psicologia clínica, voltada para o público infantil, ou seja, crianças. Para todos os tipos de atendimento que envolvem a psicologia clínica, existem uma série de abordagens quer podem ser utilizadas, dependendo do conhecimento e da preferência de cada profissional envolvido nos tratamentos de seus pacientes.

Você gostou do nosso conteúdo? Você já viu o meu instagram? Lá eu publico dicas DIARIAMENTE de graça! Venha conferir.

Compartilhe esse conteúdo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook

Tópicos do Conteúdo

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário

Conteúdos que você também pode gostar

O que é terapia floortime?

O que é terapia floortime?

Existem uma série de abordagens que os terapeutas podem utilizar durante o tratamento com pessoas autistas. Os métodos que foram desenvolvidos ao longo dos anos,

Ver Conteúdo