Comportamento infantil: 8 sinais que precisam de grande atenção!

Comportamento infantil: 8 sinais que precisam de grande atenção!
Paulinha Psico Infantil

Paulinha Psico Infantil

Olá, sou a Paulinha, psicóloga infantil com foco em transtornos do neurodesenvolvimento. Crio conteúdos na internet desde 2015 e ajudo milhares de mães e outras profissionais da área todos os dias aqui e em minhas redes sociais.

Nos primeiros anos de vida, as crianças ainda não sabem se expressar muito bem. Isso acontece não somente pela falta de domínio da linguagem, mas também porque o mundo interior delas (suas emoções e afetos) ainda é um território pouco explorado. Por isso, os pais devem ficar muito atentos ao comportamento infantil, pois é por meio dele que esse mundo interior pode ser captado e só assim pode-se perceber mais claramente quando algo está errado. 

Mundo interior externalizado 

Para entender como pode ser difícil acessar as emoções e afetos reais das crianças, pensemos na dificuldade que os próprios adultos muitas vezes enfrentam. 

Na nossa vida pessoal ou observando os outros ao nosso redor, quantas vezes não podemos notar que uma pessoa está muito nervosa e irritada, por exemplo, e culpa qualquer situação colateral quando, na verdade, o seu problema era fome ou sono?

Na peça Hamlet, de Shakespeare, vemos um ótimo caso em que a literatura ajuda a estabilizar o símbolo de uma emoção humana. Hamlet, prestes a matar seu tio, o encontra confessando seus crimes à Deus e pedindo perdão. O protagonista decide, então, esperar que o tio peque novamente, pois quer que sua alma vá para o inferno após a morte. Shakespeare nos apontou, nesta peça, o que é de fato o sentimento de vingança e ódio. 

Se até mesmo aos adultos pode ser complicado expressar e saber com certeza qual sentimento está ali agindo no momento, imagine então para as crianças, que sequer reconhecem bem as causas desses sentimentos. 

É por isso que o comportamento infantil é cheio de “birras” e ataques de estresse. Quando não sabemos “contornar” e dar nome às emoções, elas tomam conta de nós. Assim, a fome, o sono, a frustração e até emoções boas podem afetar muito o comportamento infantil

Comportamento infantil normal ou transtorno?

Comportamento infantil: 8 sinais que precisam de grande atenção!

Como as crianças não conseguem expressar bem o que está acontecendo com elas, é preciso ficar muito atento aos seus comportamentos para detectar qualquer transtorno o mais cedo possível, já que a intervenção precoce garante mais efetividade e rapidez no tratamento. 

Alguns comportamentos infantis são perfeitamente normais e vão ocorrer com certa frequência. O que pode sinalizar um transtorno é quando o comportamento infantil ruim se repete muitas vezes e se intensifica mais que o normal. Vamos conferir alguns pontos aos quais os pais e cuidadores devem prestar atenção: 

  • Medo: principalmente quando apresentadas a novas situações, é bem normal que as crianças, por vezes, sintam um pouco de medo. O que pode indicar que esse comportamento infantil seja sintoma de um transtorno é quando o medo é excessivo e paralisa a criança. Se ela tem pavor de ficar no escuro, por exemplo, ou de ir à escola, provavelmente algo está errado;
  • Recusas: se negar a comer, a passear e até fazer tarefas obrigatórias como lições de casa também é um comportamento infantil normal. Agora, se essa recusa acontece com muita frequência, é preciso investigar; 
  • Agressividade: este não é um comportamento infantil que acontece naturalmente, exceto em algumas exceções. Normalmente, um comportamento agressivo pode ser rapidamente corrigido. Se esse não é o caso e a criança insiste na agressão com frequência, a intervenção de um profissional é recomendada; 
  • Preguiça: outra característica que todo ser humano tem, mas a verdade é que a falta de motivação e energia excessivas podem ser sinais de diversos problemas, inclusive de ordem alimentar;
  • Marcos do desenvolvimento: é importantíssimo para os pais conhecerem os marcos do desenvolvimento infantil, porque quando o pequeno atrasa na obtenção de certas habilidades, o diagnóstico precoce pode e vai ajudar muito;
  • Sono: quem já teve filhos sabe que o sono é, muitas vezes, um grande desafio. Principalmente enquanto ainda são bebês, os pequenos simplesmente não dormem uma noite completa. Conforme vão crescendo, podem começar a lutar contra o sono ou acordar demais durante a noite. Um sono muito desregulado pode ser fruto de maus hábitos, mas também pode indicar a presença de distúrbios;
  • Mentiras: uma criança que mente sempre indica que, no mínimo, não tem confiança para falar a verdade. As mentiras em excesso não são um comportamento infantil normal e, como hábitos, devem sempre ser investigados;
  • Relacionamento interpessoal: as crianças, assim como os adultos, podem ser introvertidos ou extrovertidos, mais ou menos tímidos, etc. Independentemente de cada caso, uma coisa a se observar é se o pequeno faz amizades e consegue se comunicar com os colegas na escola ou em outros ambientes sociais. Caso ele não esteja desenvolvendo essas habilidades, é preciso ficar atento para a possibilidade de um transtorno psicológico.  

Por que é importante ficar atento ao comportamento infantil? 

Comportamento infantil: 8 sinais que precisam de grande atenção!

Como vimos, as crianças têm mais dificuldade em entender e expressar seus sentimentos e o que está acontecendo em seu mundo interior.

Por isso mesmo, o único modo mais confiável de detectar se a criança precisa apenas de uma abordagem diferente na educação dos pais, de mais apoio emocional ou, em alguns casos, de intervenção profissional é por meio da observação do comportamento infantil

Quando uma criança se recusa de toda forma a comer, por exemplo. Vários cenários são possíveis nessa situação: será que os pais estão dando muitos lanchinhos e petiscos antes das refeições? Será que a criança está viciada em aparelhos eletrônicos e não quer trocar os estímulos pelo momento de se alimentar? Ou será um transtorno alimentar de fato?

É apenas com a observação do comportamento infantil que se pode, primeiramente, suspeitar de um possível quadro clínico para que, então, seja possível uma investigação dos fatores e a determinação do que é melhor fazer para ajudar aquela criança. 

Ter consciência disso pode também ser um grande alívio para os pais e cuidadores, já que o comportamento infantil pode revelar que a criança é saudável numa área em que se suspeitava haver algum problema. 

Uma criança tímida, por exemplo, revela certa barreira ao lidar com algumas situações sociais. Se essa criança, no entanto, tem boas amizades e consegue formar vínculos saudáveis, além de não se prejudicar no desempenho social e escolar, pode ser que esteja tudo bem e a timidez seja apenas um traço superável da sua personalidade. 

Treinar o olhar para o comportamento infantil

Podemos perceber, então, que além de ter bons olhos para observar e entender o comportamento infantil, é necessário também saber diferenciar o que é natural e até passageiro do que pode ser maléfico e sinalizar um transtorno psicológico na vida da criança. 

Por isso, é preciso estudar e acompanhar profissionais qualificados que ajudem a entender os casos que aparecem no dia a dia. O nosso blog é rico em conteúdo de psicologia infantil, desde os marcos do desenvolvimento até transtornos específicos como o TEA, por exemplo. 

Além disso, você pode conferir o dia a dia do psicólogo e tirar várias dúvidas pela minha conta no Instagram e pelo canal no YouTube! Te espero lá. 

Compartilhe esse conteúdo
WhatsApp
Facebook

Tópicos do Conteúdo

Conteúdos que você também pode gostar
Calandar (2)
20 de maio de 2024
A integração necessária para a...
Calandar (2)
15 de março de 2024
As estereotipias do autismo são...
Calandar (2)
13 de março de 2024
O hiperfoco infantil é um...
Calandar (2)
11 de março de 2024
O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) é...
Calandar (2)
5 de março de 2024
Os transtornos infantis são condições...

Newsletter: Receba Notícias e Conteúdos

Receba as novidades do mundo da Terapia Infantil toda semana!

Jornada Terapeuta Infantil de Sucesso

Aprenda a se desenvolver mais como terapeuta infantil, como lotar sua agenda e fazer a gestão do seu consultório do zero.

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Aprenda como atuar em todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil, através da metodologia IAMF.

PSICÓLOGA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Aprenda como atuar em todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil, através da metodologia IAMF.

PSICÓLOGA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Digite o que procura abaixo