Anamnese psicológica infantil: 14 assuntos que não podem faltar

O que é uma anamnese?
Paulinha Psico Infantil

Paulinha Psico Infantil

Olá, sou a Paulinha, psicóloga infantil com foco em transtornos do neurodesenvolvimento. Crio conteúdos na internet desde 2015 e ajudo milhares de mães e outras profissionais da área todos os dias aqui e em minhas redes sociais.

Anamnese é uma prática extremamente importante e que deve conter muita atenção. Existem várias informações que não podem faltar em uma anamnese psicológica infantil e que, se faltarem, poderá fazer muita diferença no resultado final.

Pois ela vai te ajudar a entender quais são as os maiores desafios, a melhor maneira de como conversar com os pais, quais são as demandas deles, se existe e quais são os traumas e muito mais.
Por isso eu separei aqui algumas perguntas chaves para você conseguir fazer uma anamnese psicológica infantil super completa.

O que é uma anamnese?

Anamnese psicológica infantil: 14 assuntos que não podem faltar

Claro que não podemos sair falando da estrutura interna de uma anamnese, sem antes explicar para vocês o que de fato é uma. 

A palavra vem do grego, ana, que significa “trazer de novo” e mnesis significa memória, portanto, se trata de um processo de recapitulação de lembrança, ou dados, do paciente por meio de uma entrevista.

Geralmente ela é usada por um médico ou um profissional de saúde, como um psicólogo, para ajudar a formar um diagnóstico de alguma doença. 

Com essa entrevista, o profissional de saúde faz perguntas ao paciente para o ajudar a lembrar de todos e quaisquer fatos ocorridos que possam estar relacionados com a pessoa doente e sua doença. 

Nesse texto, eu vou focar mais especificamente na anamnese psicológica infantil, portanto passarei algumas perguntas que não poderão faltar na sua entrevista, anamnese, com os responsáveis desse paciente. 

Informações essenciais para constar no início da anamnese

As informações que deverão constar no início da sua anamnese psicológica infantil são apenas informações básicas a respeito das condições sociais e físicas da criança, por exemplo: nome completo, nome dos pais, idade, data de nascimento, diagnóstico, sexo, profissão dos pais, naturalidade, endereço, telefone, escola e entre outros. 

Essas informações são basicamente tudo que sua anamnese psicológica infantil deverá conter como ponto de partida para a próxima etapa, que será a de investigação. Perguntas que terão que ser certas e objetivas, além de muito bem pensadas, para que você chegue bem a um resultado confiável e sincero a respeito do seu paciente. 

Informações importantes para você coletar ao longo da anamnese psicológica infantil

Informações importantes para você coletar ao longo da anamnese psicológica infantil

Agora entra a parte mais densa da sua anamnese psicológica infantil. Eu vou passar as informações mais importantes e também tentarei deixar bem claro qual objetivo de cada item ou pergunta. Lembrando que cada um é apenas um tópico sobre um assunto pertinente, por isso, de acordo com seu paciente, você poderá elaborar mais perguntas dentro de cada tópico para que possa se aprofundar um pouco mais no seu diagnóstico. 

Gestação

Ponto de partida importante para começar a coletar os dados certos. A gestação da criança é um processo que possui várias peculiaridades que nem sempre são reveladas, mas que são de muita utilidade no processo de diagnóstico da criança.

Além disso, é legal também conseguir informações sobre os pais e sua união, a respeito do planejamento da gravidez, se houve dificuldade nessa gravidez, se houve abortos anteriores, etc. Um exemplo são mães que ou tiveram dificuldade de engravidar ou já perderam outros filhos (abortos) terem atitudes mais protetivas.

Histórico da criança

Importante tentar coletar dados sobre como é a vida da criança, como é a relação dele com os pais, irmãos, amigos e avós; se tem algum histórico da doença na família; informações de desenvolvimento também, quantos anos tinha quando começou a engatinhar? E a falar? Andar? Teve ou tem alguma seletividade alimentar? Cirurgia? Trauma?

Tudo isso é muito útil saber para ter um diagnóstico bem completo e a entender mais talvez alguma atitude dos pais com o paciente ou do próprio paciente. Lembre-se que a história vai te explicar muitos “porquês” desse paciente.

Processo diagnóstico já realizado

Assim como é importante você ter o histórico da criança, sua anamnese psicológica infantil precisa também ter o acesso às informações de qualquer diagnóstico passado realizado por outro profissional a respeito da criança, caso ela já tenha feito um. E isso inclui médicos, outros psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e entre outros. 

Suspeitas que os pais têm

Ouvir os pais é fundamental, pois eles atuam diretamente com a criança, por isso observe e note tudo que possa sair do normal. Dessa forma, você pode sempre levar em consideração as suspeitas que os pais têm do que pode estar acontecendo com seus filhos. 

Informação sobre a criança na escola

O comportamento da criança na escola geralmente acaba sendo um tanto diferente do comportamento dentro de casa. O convívio com amigos, funcionários e a produção diária da criança na escola abrem uma grande porta para você poder entender melhor e adquirir informações valiosas a respeito de como é o comportamento do seu paciente no contexto escolar.

Quais matérias ele tem mais dificuldade, se tem amigos, qual professor preferido, se já teve algum tipo de problema com um colega, entre várias outras informações. 

Informações sobre a criança em casa

Seguindo o mesmo conceito do tópico anterior, o comportamento da criança dentro de casa é muito importante de se notar e obter referências e informações.

Como é o diálogo com os pais, em qual cama a criança dorme, como é o sono dela, quais atividades costuma fazer quando está em casa. Esses são apenas alguns exemplos de perguntas plausíveis e úteis para a sua anamnese psicológica infantil. 

informações sobre a criança com familiares próximos 

Ainda na questão de comportamento, você pode perguntar sobre como é a interação e a relação da criança com familiares próximos. Muitas crianças possuem uma relação completamente diferente com outros familiares como avós, tios e primas. Então nesse contexto podem haver: ciúmes, brigas, birras e entre outras atitudes que só são feitas quando essa criança entra em contato com uma pessoa ou um relacionamento específico.

Higiene da criança

Informações sobre a rotina de limpeza da criança é tão importante como a maneira como essa limpeza é feita. Saber sobre quando foi feito e como foi feito o desfralde; e ela vai ao banheiro, toma banho e escova os dentes sozinha.


Além de serem informações importantes sobre a independência dessa criança, também demonstra quando ela atingiu esses marcos de independência.

Comportamentos que chamam a atenção dos pais

Quando você é pai ou mãe, sempre está observando as atitudes do filho, e essas observações são importantes por quem está fazendo a anamnese psicológica infantil da criança. Porque além de ser pontos a serem observados na criança, às vezes pode dizer muito sobre a relação desses pais com essa criança.

Habilidades sociais da criança

As habilidades sociais falam muito sobre qualquer pessoa, portanto, com uma criança não é diferente. Saber como ela se relaciona, se faz amigos facilmente, se consegue falar ou interagir com pessoas desconhecidas, como se comporta em locais que exigem alguma atitude social específica. 

Medos

Toda criança tem medos e eles não se originam do nada. Algo motivou essa pessoa a sentir esse medo e é aí que você precisa cavar. Quais os motivos? Desde quando ela tem esse medo? 

Alergias 

Quando se trata de precauções com criança, todo exagero é pouco. Essa pergunta é importantíssima para evitar acidentes! Afinal, todo terapeuta trabalha com massinhas, brinquedos e entre outros, além de que essa criança pode ter alergia a odores, como produtos de limpeza. 

Alimentação

Nesse item é importante saber a rotina de alimentação, tal como os alimentos que a criança mais gosta e menos gosta, entender se ela come e experimenta novos alimentos de maneira fácil ou se tem alguma seletividade alimentar. 

Questões sensoriais 

E por último, você pode elaborar perguntas que o obrigam a te ceder informações a respeito dos sentidos do paciente. Para que assim você possa avaliar as capacidades de tato, olfato, paladar e visão. Perguntas que vão testar a habilidade de identificar cores, odores, sons e gostos. 

Espero que tenha te ajudando com a sua anamnese psicológica infantil! Nesse texto tentei englobar as que eu faço para todos os pais de pacientes, mas normalmente ao longo da anamnese psicológica infantil eu vou acrescentando as vezes perguntas que não estão nela, porque eu sinto a necessidade de fazer perguntas específicas para aquela família, por exemplo: uma criança que vive com os avós porque sofreu um abandono por parte dos pais, nesse caso farei perguntas relacionadas a esse abandono.


Então lembre-se, essas são dicas de perguntas que você pode fazer, mas com o tempo e a experiência você vai acabar entendendo que algumas perguntas devem ser feitas para alguns casos e outros não, e ainda tirar conclusões mais rápidas de cada caso.


Dica mais importante sobre anamnese psicológica infantil!

Nessa anamnese psicológica infantil, por mais que você vá tirar conclusões importantíssimas sobre o paciente e a família, tente ser o mais acolhedora possível! Deixe os pais falarem e se sentirem ouvidos, essa etapa é extremamente importante para criar um elo com esses pais, e isso normalmente te ajudará quando você precisar mudar atitudes deles com o filho!

Espero que você tenha gostado do meu conteúdo sobre anamnese psicológica infantil! Se gostou me segue no Instagram, lá eu dou MUITAS dicas de consultório, pacientes, pais e muito mais!!

Compartilhe esse conteúdo
WhatsApp
Facebook

Tópicos do Conteúdo

Conteúdos que você também pode gostar
Calandar (2)
17 de abril de 2024
Tornar-se um especialista em psicologia...
Calandar (2)
11 de abril de 2024
Abrir um consultório de psicologia...
Calandar (2)
7 de abril de 2024
Planejar uma consulta de psicologia...
Calandar (2)
3 de abril de 2024
A busca por especialização em...
Calandar (2)
28 de fevereiro de 2024
A intervenção de qualquer transtorno...
Calandar (2)
27 de janeiro de 2024
A prática da psicologia infantil...
Calandar (2)
25 de janeiro de 2024
A Psicologia Infantil desempenha um...
Calandar (2)
21 de janeiro de 2024
O desenvolvimento emocional e cognitivo...

Newsletter: Receba Notícias e Conteúdos

Receba as novidades do mundo da Terapia Infantil toda semana!

Jornada Terapeuta Infantil de Sucesso

Aprenda a se desenvolver mais como terapeuta infantil, como lotar sua agenda e fazer a gestão do seu consultório do zero.

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Aprenda como atuar em todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil, através da metodologia IAMF.

PSICÓLOGA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Aprenda como atuar em todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil, através da metodologia IAMF.

PSICÓLOGA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Digite o que procura abaixo