Como atender criança com hiperatividade

Como atender criança com hiperatividade
Paulinha Psico Infantil

Paulinha Psico Infantil

Olá, sou a Paulinha, psicóloga infantil com foco em transtornos do neurodesenvolvimento. Crio conteúdos na internet desde 2015 e ajudo milhares de mães e outras profissionais da área todos os dias aqui e em minhas redes sociais.

Atender a criança com hiperatividade é uma tarefa que exige sensibilidade, compreensão e amplo conhecimento por parte do psicólogo infantil. A hiperatividade se trata de uma condição neurobiológica que afeta a atenção, o autocontrole e a moderação do nível de atividade física da criança. 

A hiperatividade, no contexto da psicologia, é um estado de excessiva atividade motora e impulsividade que pode ser observado em indivíduos de todas as faixas etárias, não estando restrita à gênero, contexto social, familiar ou cultural, e que se manifesta com maior intensidade durante a infância. 

A criança com hiperatividade é frequentemente associada ao Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), porém é importante ressaltar que a hiperatividade, apesar de ser um dos componentes do TDAH, pode acontecer de forma isolada e não apresentar relação alguma. 

E para a psicologia? 

Para a psicologia, entender a hiperatividade envolve considerar fatores biológicos, psicológicos e ambientais. Aspectos genéticos podem desempenhar um imponente papel no desenvolvimento da criança com hiperatividade, e não podem ser esquecidos ou deixados de lado. 

Para além da predisposição genética, fatores neuroquímicos desempenham um papel importante na compreensão que a psicologia estabelece da hiperatividade. Esses fatores estão relacionados às substâncias químicas no cérebro, conhecidas como neurotransmissores, que concretizam a comunicação entre as células nervosas. 

Dois neurotransmissores em particular, a dopamina e a noradrenalina, têm sido alvo de estudos recentes em relação à hiperatividade, que podem nos auxiliar a ampliar a compreensão que temos das vivências da criança com hiperatividade

Em detalhes: 

A dopamina é um neurotransmissor associado a funções cognitivas como a atenção, o aprendizado, a regulação do humor e, principalmente, o interesse. E para a criança com hiperatividade, algumas pesquisas sugerem que pode haver uma atividade irregular do hormônio no cérebro, contribuindo para a dificuldade em manter o foco  em atividades que não estimulem a produção da dopamina. 

Já a noradrenalina é outro neurotransmissor que desempenha um papel na regulação da atenção, do humor e da resposta ao estresse. Estudos recentes sugerem que níveis anormais de noradrenalina podem estar associados a comportamentos hiperativos. 

Como atender criança com hiperatividade

Por exemplo, uma criança que reage de forma intensa e impulsiva a situações cotidianas que fogem do seu controle, como ficar frustrada rapidamente com jogos que exigem paciência, ou reagir exageradamente a situações que causam ansiedade. Isso pode ser atribuído a níveis irregulares de noradrenalina, devido à sua capacidade de aumentar a sensibilidade da criança a estímulos do ambiente.

Portanto, a associação entre desequilíbrios neuroquímicos e hiperatividade sugere que o funcionamento adequado da dopamina e da noradrenalina é crucial para regular a atenção, o autocontrole e as respostas emocionais da criança com hiperatividade

E como posso acolher este paciente no meu consultório? 

Avaliação Abrangente: O primeiro passo para atender a criança com hiperatividade é realizar uma avaliação abrangente e individualizada. O que inclui entender o histórico da criança, seu ambiente familiar, a intensidade dos sintomas e como eles impactam sua vida diária. Essa avaliação permitirá ao psicólogo compreender o quadro completo e desenvolver um plano de intervenção apropriado, que faça sentido para a criança.

Intervenção Comportamental: As abordagens comportamentais são frequentemente utilizadas devido ao seu amplo respaldo técnico e científico. O profissional pode trabalhar com a criança para identificar comportamentos inadequados e desenvolver estratégias para lidar com eles e com as consequências deles, incluindo técnicas de autocontrole.

Treinamento de Habilidades Sociais: A criança com hiperatividade frequentemente enfrenta desafios em interações sociais. O terapeuta pode fornecer treinamento de habilidades sociais, ajudando a criança a entender as pistas sociais, melhorar a comunicação e desenvolver relações mais saudáveis com colegas e familiares.

Desenvolvimento de Estratégias de Organização: As crianças hiperativas geralmente têm dificuldades em organizar tarefas e atividades. O psicólogo pode auxiliar na criação de estratégias de organização, como a utilização de listas de afazeres, agendas e lembretes visuais para ajudar a criança a administrar seu tempo e responsabilidades.

Fortalecimento da Autoestima: A criança com hiperatividade pode enfrentar baixa autoestima devido à suas dificuldades diárias e frustrações constantes, além de críticas. O psicólogo trabalha para fortalecer a autoimagem da criança, reconhecendo suas conquistas e incentivando seus talentos individuais.

Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC): A TCC é uma abordagem terapêutica eficaz para crianças que encontram dificuldades em manter a atenção. Ela ajuda a criança a identificar padrões de pensamento negativos e a desenvolver habilidades para modificar esses padrões, promovendo uma visão mais positiva de si mesma e de suas capacidades.

Como atender criança com hiperatividade

Orientação aos Pais: O psicólogo também tem um papel importante em orientar os pais no manejo do comportamento da criança em casa. Isso inclui fornecer estratégias para lidar com situações desafiadoras, estabelecer limites claros e oferecer reforço positivo.

Trabalho em Equipe: Muitas vezes, estes pacientes podem precisar de um tratamento multidisciplinar, envolvendo médicos, terapeutas ocupacionais e educadores. O psicólogo pode coordenar esse trabalho em equipe para garantir que todas as áreas sejam abordadas de maneira integrada.

Uso de Técnicas Criativas: Os pequenos, ou pequenas, frequentemente respondem bem a abordagens terapêuticas criativas e lúdicas, como jogos, atividades artísticas e brincadeiras. O psicólogo pode usar essas técnicas para envolver a criança e tornar o processo terapêutico mais atraente e responsivo.

Foco no Potencial: É fundamental que o psicólogo reconheça e valorize o potencial de cada um de seus pacientes, porém o paciente com hiperatividade pode encontrar maior dificuldade em identificar seus potenciais. Ao trabalhar juntos para desenvolver habilidades e enfrentar desafios, a criança pode se sentir mais capacitada e confiante em suas capacidades.

Ou seja! 

O psicólogo infantil desempenha um papel crucial no atendimento de crianças com hiperatividade. Ao criar um ambiente seguro e acolhedor, utilizar abordagens terapêuticas eficazes e trabalhar em colaboração com a família e outros profissionais, o psicólogo pode ajudar a criança a desenvolver as habilidades que julgar necessárias para um crescimento saudável. 

A hiperatividade pode ter um impacto significativo na vida dos nossos pacientes, especialmente para as crianças em idade escolar. É por isso que uma abordagem multidisciplinar, envolvendo psicólogos, médicos, educadores e familiares, é essencial para fornecer o apoio adequado.

Você está iniciando a sua prática com a infância e gostaria de uma mentoria personalizada? Para atender aos colegas de profissão que gostariam de ter auxílio, eu criei o PsicoPlano Infantil. Nas minhas redes sociais (Instagram, Facebook e YouTube) e no meu blog eu sempre compartilho o que há de mais atual na psicologia infantil, não deixe de visitar!  

Compartilhe esse conteúdo
WhatsApp
Facebook

Tópicos do Conteúdo

Conteúdos que você também pode gostar
Calandar (2)
17 de abril de 2024
Tornar-se um especialista em psicologia...
Calandar (2)
11 de abril de 2024
Abrir um consultório de psicologia...
Calandar (2)
7 de abril de 2024
Planejar uma consulta de psicologia...
Calandar (2)
3 de abril de 2024
A busca por especialização em...
Calandar (2)
28 de fevereiro de 2024
A intervenção de qualquer transtorno...
Calandar (2)
27 de janeiro de 2024
A prática da psicologia infantil...
Calandar (2)
25 de janeiro de 2024
A Psicologia Infantil desempenha um...
Calandar (2)
21 de janeiro de 2024
O desenvolvimento emocional e cognitivo...

Newsletter: Receba Notícias e Conteúdos

Receba as novidades do mundo da Terapia Infantil toda semana!

Jornada Terapeuta Infantil de Sucesso

Aprenda a se desenvolver mais como terapeuta infantil, como lotar sua agenda e fazer a gestão do seu consultório do zero.

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Descubra como trabalhar todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil.

TERAPEUTA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Aprenda como atuar em todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil, através da metodologia IAMF.

PSICÓLOGA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Aprenda como atuar em todas as demandas clínicas eliminando qualquer insegurança no atendimento infantil, através da metodologia IAMF.

PSICÓLOGA INFANTIL NÃO PERCA!!!

Digite o que procura abaixo