Como montar um consultório de psicologia: 5 dicas!

Como montar um consultório de psicologia: 5 Dicas!
Paulinha Psico Infantil

Paulinha Psico Infantil

Olá, sou a Paulinha, psicóloga infantil com foco em transtornos do neurodesenvolvimento. Crio conteúdos na internet desde 2015 e ajudo milhares de mães e outras profissionais da área. Quer conversar comigo? Só deixar um comentário no final do conteúdo.

A área da psicologia é bastante abrangente, repleta de possibilidades. Entretanto, a grande maioria dos psicólogos que se formam nas universidades, buscam atingir o sonho de ter seu próprio consultório. Mas, ao mesmo tempo, muitas dessas pessoas não sabem como montar um consultório de psicologia, e é para isso que estamos aqui.

Existem vários motivos que levam os profissionais da psicologia a buscar abrir seu próprio consultório e, quando eles não conseguem, rapidamente tendem a desistir do sonho, por parecer um caminho tão cheio de incertezas. 

Como existem outras formas de atuar nessa profissão, como por exemplo em regime CLT, essa dificuldade pode ser relacionada ao receio de sair de um modelo de trabalho mais estável, para se aventurar em uma categoria menos segura. 

Quando um psicólogo trabalha em regime CLT, em uma clínica especializada, por exemplo, ele pode ter uma série de benefícios, como salários fixos, planos de saúde, vales, férias remuneradas, décimo terceiro, entre outras coisas. Além da segurança do salário todo dia 10 do mês, por exemplo.

Porém, apesar da segurança e da estabilidade, os profissionais podem acabar estagnados, sem perspectiva de crescimento salarial e profissional na área em que atua. Trabalhar pra alguém sempre terá seus prós e contras. E é por isso que nesse post iremos te falar como montar um consultório de psicologia.

Dessa forma, visando um crescimento salarial, uma maior independência financeira, uma maior liberdade para fazer suas escolhas e, principalmente, ter seu próprio espaço para trabalhar, fazem com que os profissionais corram atrás desse sonho de conseguir montar seu próprio consultório.

O grande problema é que, muitas vezes os profissionais acabam dando um passo maior que a perna, ou seja, pulando algumas etapas essenciais, e ao invés de conseguir realizar esse sonho, acabam se atrapalhando e criando maiores dificuldades ainda.

Por isso, selecionamos 5 coisas que você precisa saber para entender como montar um consultório de psicologia. Confira!

Planejamento financeiro

Como montar um consultório de psicologia: 5 Dicas!

Ter um bom planejamento financeiro é fundamental para investir em qualquer novo negócio, incluindo um consultório para atendimento psicológico.

Um consultório particular requer diversos gastos, como o aluguel ou a compra de um espaço próprio para o atendimento, como uma sala comercial, os gastos de água, luz, internet, a compra de móveis para mobiliar o espaço, entre outras coisas.

Além disso, para quem está começando nessa área, obviamente as dificuldades não serão simples. A princípio, é necessário conseguir pacientes e, normalmente, os valores têm de ser mais baixos do que o padrão da comunidade de psicólogos. 

Conforme as consultas vão acontecendo, o profissional vai ganhando experiência e gera uma confiança maior com os pacientes e com outras indicações, e a partir daí a cobrança pode aumentar. Pensando nas nossas dicas de como montar um consultório de psicologia, o planejamento financeiro será um ponto primordial para que você inicie seus planos e projetos como psicóloga autônoma.

Portanto, ser organizado com as finanças é uma das etapas mais importantes de montar um consultório de psicologia. 

É fundamental planilhar os gastos, registrando as entradas e saídas, verificando as previsibilidades de lucro ou prejuízo, armazenando uma reversa de segurança, entre outras coisas.

Saber quanto custa o seu trabalho é importante para que você aprenda a cobrar e saiba quanto precisa ganhar no mês para pagar as contas. E ainda, quanto precisa ganhar a mais, para conseguir lucrar com o seu trabalho, e não somente viver no “zero a zero” – trabalhando somente para pagar as contas.

Isso serve para que o profissional não seja surpreendido no final do mês, e acabe ficando devendo contas, tendo problemas para fechar os pagamentos relativos ao consultório ou as contas de casa, etc.

Então, fica aqui a lista de custos comuns de consultório de psicologia:

  • Aluguel;
  • Água, luz, telefone, internet, diarista;
  • Impostos sobre serviços; (variam de 15 a 27,5% se você é autônomo ou de 12 a 16% se você é CNPJ)
  • Contabilidade ( caso você seja CNPJ é obrigatório ter um contador responsável pela sua empresa, caso contrário, não.)
  • CRP – registro do conselho de classe ( varia de R$300 a R$700/ano – é diferente de acordo com o estado que você atua)
  • Materiais de trabalho (testes, brinquedos, supervisões)

Estudar os psicólogos da mesma área que você

Estudar os psicólogos da mesma área que você

Estudar, estabelecer padrões, conhecer a região em que você irá atuar, entender os valores que podem ser cobrados nas sessões, entre outros pontos, é mais uma parte importante do processo de como montar um consultório de psicologia.

Quando dizemos que é necessário estudar os psicólogos da mesma área que você, significa que você deve compreender os padrões de cobrança e de métodos desses psicólogos. 

O campo da psicologia é abrangente, e existem diversas abordagens e métodos que podem ser utilizados durante as sessões de terapia. Se o profissional possui uma estratégia de atendimento mais definida, ou seja, voltada para alguma área em específica, ele deve estudar os profissionais que possuem especializações e abordagens semelhantes, principalmente para entender os valores que podem ser cobrados nas sessões.

Além disso, disputar a concorrência também é um fator que pode acontecer. Ou seja, antes de o profissional fechar um negócio, seja de locação ou compra de uma sala para atendimento, é fundamental que ele verifique se existem clínicas ou terapeutas que realizem atendimento psicológico na região. 

Encontrar uma clínica especializada ou outro terapeuta, essencialmente se as abordagens utilizadas é semelhante a sua, isso pode gerar uma dificuldade maior em conseguir novos pacientes e isso deve ser levado em conta.

Ainda sobre entender os valores de cobrança da sua sessão, você poderá consultar o Honorário de serviços do Conselho Federal de Psicologia. Neste documento você irá encontrar a média dos valores cobrados em cada área da psicologia.

Compras inteligentes

Compras inteligentes

Cada paciente que vai até um terapeuta ou uma clínica especializada, possui seus próprios conflitos, suas dificuldades e seus motivos para terem buscado um atendimento profissional.

Por isso, nem sempre a forma o terapeuta aborda seus pacientes deve ser a mesma. Em muitas situações eles devem, por exemplo, utilizar recursos além da conversa, como exercícios de interatividade, testes, brinquedos e livros. 

Porém, uma pessoa que ainda está tentando entender como montar um consultório de psicologia, não deve ter gastos desenfreados e sem controle com as compras que irá fazer para estruturar o consultório e para ajudar na realização de consultas.

Uma dica importante é que essas pessoas, principalmente as que estão começando, vão adquirindo seus materiais aos poucos. Verifique as necessidades, entenda os desejos e as dificuldades de cada paciente que você possui. Dessa forma, você conseguirá comprar exatamente aquilo que é necessário para melhorar a abordagem, montando um arsenal de atendimento inteligente, sem exagerar nos gastos.

Principalmente no atendimento infantil, temos a tendência de ter todos os brinquedos e jogos antes mesmo de ter os pacientes, mas saiba, que você poderá ir adquirindo seus materiais “sob demanda”, ou seja, depois de avaliar a demanda e a necessidade do paciente, você poderá ir comprando novos materiais para te ajudar com o caso.

Hoje em dia com a internet fica muito mais fácil receber os materiais diretamente em sua casa ou consultório, de maneira rápida e prática você poderá ir adquirindo novos jogos, livros e brinquedos pensando no paciente que está atendendo.

Essa é uma dica muito boa quando pensamos em como montar um consultório de psicologia.

Estudar marketing, instagram e vendas.

Estudar marketing, instagram e vendas.

Quem nunca ouviu essa famosa frase: “quem não é visto não é lembrado”? Bom, essa é uma frase que encaixa perfeitamente para pessoas que querem entender como montar um consultório de psicologia.

O principal ponto para que as pessoas começam bem e consigam rapidamente uma estabilidade de agenda e, consequentemente, financeira, é trazer pacientes para o consultório. Mas como fazer isso?


Bom, atualmente é imprescindível ser visto e, quando dizemos isso, queremos dizer especificamente das mídias digitais. O mundo inteiro, atualmente, utiliza as mídias digitais com muita frequência, inclusive para divulgar seus trabalhos e serem vistos por outras pessoas.

O marketing digital, por exemplo, se tornou uma das principais estratégias que as empresas têm para conseguir aprimorar suas vendas, seja de produtos e serviços. Para profissionais autônomos, que precisam atrair novos clientes, essas estratégias também são fundamentais quando pensamos em como montar um consultório de psicologia.

Entre as ferramentas principais das estratégias e campanhas de marketing digital, está a utilização das mídias online, como sites, blogs e redes sociais, como Facebook e Instagram.

O Facebook, por exemplo, tem mais de 2,7 bilhões de usuários ativos no mundo inteiro, sendo 130 milhões apenas de contas nacionais. O instagram, por outro lado, possui mais de 95 milhões de contas brasileiras.

Esses números mostram como essas redes sociais são utilizadas e como elas têm importância para que, inclusive, os profissionais ampliem suas práticas e consigam atrair novos clientes, pensando em como montar um consultório de psicologia.

No caso de psicólogos que estão entendendo como montar um consultório de psicologia, utilizar essas e outras mídias digitais é uma estratégia que deve ser explorada. Essas redes possibilitam que os profissionais exponham seus trabalhos, desenvolvam conteúdos, interajam com possíveis pacientes e consigam aumentar sua visibilidade no mercado. Ao decidir que você realmente quer montar o seu consultório de psicologia, você terá que estudar mais temas para além do que aprendeu na faculdade.

Infelizmente, esses são temas que não são abordados e explorados nas universidades de modo geral, especialmente na área de psicologia. Entretanto, aqui com a Tia Paulinha você pode aprender cada vez mais como utilizar essas estratégias e como aplicá-las para aumentar seu alcance e ser visto cada vez mais. 

Supervisão e desenvolvimento constante

Supervisão e desenvolvimento constante

Como dissemos, estar conectado e presente nas redes sociais, como Facebook e Instagram, é fundamental para qualquer profissional, essencialmente para quem quer entender como montar um consultório de psicologia.

Porém, não basta apenas criar uma conta, colocar seu nome lá e achar que o serviço está completo. Para conseguir o sucesso de divulgação e engajamento nas redes sociais, é fundamental estar presente, com constância e sendo visto em suas ações. A supervisão do psicólogo é essencial para que possa crescer se especializando em sua área, aprimorando o seu desenvolvimento profissional constantemente.

Por isso, é muito importante que esses profissionais atualizem com constância suas páginas, gerando conteúdos informativos, movimentando discussões e explorando novidades que podem acontecer no seu dia a dia.

Se você realizou um curso novo, por exemplo, que tem total ligação com a área que atua, movimentar uma discussão acerca do que foi aprendido, explicando os pontos que achou interessante e interagindo com os comentários, pode ser uma ótima maneira de melhorar o engajamento.

Trazer novidades para seu público, se manter informado e atualizado são pontos essenciais para ser visto nas redes sociais como alguém que traz conteúdos de valor. Ou seja, se você está pensando em como montar um consultório de psicologia, você precisará estudar mais sobre as redes sociais, instagram e marketing. A sua sorte é que eu vivo falando sobre isso nas minhas redes sociais, então veeeem comigo!

Dica do 50/50

Dica do 50/50

Para finalizar, selecionamos uma dica que pode ser de muito interesse de profissionais que estão nesse processo de busca de como montar um consultório de psicologia. 

Como vimos, existem diversas dificuldades que podem se apresentar, essencialmente no começo. Ao mesmo tempo, é natural que abrir um consultório particular de psicologia é um sonho de muitos profissionais dessa área.

Para que essas pessoas não pulem etapas e se atrapalhem na organização, planejamento financeiro, entre outras coisas, é importante compreender a dica do 50/50.

Mas o que é isso? Bom, a dica é a seguinte: busque um trabalho de meio período, em torno de 4 a 6 horas do dia, que dê uma estabilidade para que você comece a explorar novas áreas e conseguir alcançar o sonho de ter seu próprio consultório.

Com esse trabalho de meio período, guarde um uma parte do dinheiro e comece a investir no seu sonho. Passe a atender de forma particular nos outros períodos do dia. 

Conforme você verificar que os atendimentos estão indo bem, você pode tentar viver exclusivamente disso, deixando o emprego de meio período e investindo cada vez mais para ser um profissional especializado no atendimento do seu próprio consultório.

Estou dando essa dica porque foi exatamente assim que eu comecei. Trabalhava nos períodos da tarde em uma escola, e comecei a atender no período da manhã, começou 1 vez por semana, depois 2 vezes, e foi crescendo.

Nesse período, eu alugava uma sala em um outro local. Aí, comecei a ter pacientes diariamente, consegui alugar um local de período integral e, depois que precisava de mais horários, aluguei um espaço inteiro com uma colega psicóloga. 

Eu sempre pensei em como montar um consultório de psicologia, e iniciei alugando sala por hora, depois outra sala por período, até que chegou o dia de alugar um sobrado inteiro com uma colega. Atualmente eu alugo uma casa todinha com mais 3 profissionais, e com certeza foi a melhor escolha que já fiz, ser dona de mim mesma e do meu próprio negócio.

Chegou um dia em que tive que escolher: continuar 50/50, sem mais vagas na agenda ou correr o risco e pedir demissão para poder seguir meu sonho. Nessa época eu já tinha mais de 15 pacientes e achei que conseguiria sair e me arriscar em ser somente psicóloga autônoma. Decidi pela segunda opção e deu muito certo.

Conclusão sobre como montar um consultório de psicologia

Podemos concluir com o artigo que seguir o sonho de abrir um consultório particular para atendimento psicológico não é uma tarefa simples. É uma etapa que requer muito esforço, planejamento, prática, estratégias e desenvoltura. Porém, para quem tem esse sonho como meta profissional, com certeza valerá a pena. Seguindo alguns passos importantes, como os que foram mencionados ao longo do artigo, você terá mais chances de acelerar esse processo e conseguirá atingir esse sonho o quanto antes. 

Se você ainda tem alguma dúvida sobre como montar um consultório de psicologia, deixa aqui nos comentários que irei te responder!


E para mais novidades diariamente, e dicas sobre como montar um consultório de psicologia e outras informações da nossa carreira, me siga no instagram: Paulinhapsicoinfantil

Compartilhe esse conteúdo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook

Tópicos do Conteúdo

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário

Conteúdos que você também pode gostar